Cabeamento: motivos que podem causar lentidão ou pane do sistema

cabo_post

Compartilhe:

O cabeamento estruturado é o responsável por conduzir os dados e informações que trafegam até o banco de dados e os servidores e os diversos computadores, impressoras e telefones IP’s, distribuídos no interior da empresa.

Em caso de mal funcionamento ou lentidão, atividades diárias básicas como: acessar ou armazenar documentos, enviar e-mails, fazer ligações, chamadas em vídeos, além de gerenciar os softwares e sistemas que organizam as informações da organização, são comprometidos, levando à um baixo desempenho dos demais setores da empresa.

Por este motivo, no conteúdo de hoje iremos mostrar alguns motivos que podem causar lentidão ou pane do sistema de cabeamento estruturado da sua empresa. Acompanhe!

Inexistência de manutenção periódica

O sistema de cabeamento estruturado, assim como os demais componentes do sistema de informação, precisa ser periodicamente inspecionado para evitar falhas, que são causados por peças desgastadas ou com defeitos, por exemplo.

Através de um acompanhamento periódico, seja de uma equipe própria de técnicos, ou por uma empresa terceirizada, a realização deste serviço é fundamental para que os diversos componentes do sistema estejam sempre aptos para realizarem suas funções.

E é exatamente aí que muitas empresas acabam comprometendo seus sistemas, pelo fato de não realizarem um acompanhamento do tempo de vida útil dos componentes que integram o sistema cabeamento, se expondo assim a falhas e panes.

Expansão do cabeamento sem planejamento

Com o decorrer do tempo, é comum empresas irem expandindo seus setores ou departamentos. O problema muitas vezes é que esta expansão não é planejada, o que costuma comprometer a eficiência do funcionamento do sistema de cabeamento.

Existem normas e critérios que precisam serem obedecidas para que uma expansão do sistema de cabeamento seja realizada, não bastando apenas conectar mais alguns cabos RJ45 no switch da rede, e achar que eles irão ter um excelente rendimento.

Muitas vezes estas cargas excessivas e sem dimensionamentos corretos de conexões, provocam a queima dos switchs da rede, que atuam como ponte ou unidade de controle para que computadores, impressoras, servidores e todos os outros dispositivos possam se comunicar

Aumento da quantidade e envelhecimento dos dispositivos

Com o aumento do número de dispositivos, envelhecimento dos PC’s e falta de manutenção, muitos componentes da rede tendem a se desgastarem mais rápido que o normal, deixando o sistema de cabeamento sobrecarregado, provocando lentidão, falhas e interferências na rede.

Além disso, o tempo de vida útil de um cabeamento estruturado, também influencia diretamente na capacidade da transmissão dos dados de um sistema.

Um defeito muito comum nestes casos, são a queima das placas de rede, que em algumas situações, continua com a aparência de que está ativa, mas acaba não transmitindo nada e não é reconhecida pelo sistema operacional.

Evolução tecnológica dos dispositivos

A evolução tecnológica dos dispositivos que se conectam a rede, também é um dos fatores que tem levado muitas empresas a refazerem seus sistemas de cabeamentos, inclusive, migrando para a tecnologia GPON que utiliza o cabeamento em fibra óptica, como é o caso do sistema Laserway da Furukawa.

Esta migração para a fibra óptica, tem se tornado comum entre as empresas, uma vez que os dispositivos mais modernos possuem processadores ultrarrápidos, o que acaba exigindo mais velocidade da rede no envio e no recebimento das informações.

Para se ter uma ideia, em 1993 um processador Pentium utilizava (3.100.000) transistores. Apenas sete anos depois, no ano 2000, o Pentium 4 já utilizava (42.000.000), ou seja, quase 15 vezes mais transistores para processamento dos dados.

Com o constante avanço da nanotecnologia, este fato não se aplica apenas aos microprocessadores, mas também em todos os hardwares que integram os computadores, como as placas de vídeo, de áudio, de rede e etc.

Como resolver estes problemas

O primeiro passo na solução destes problemas, está na atualização do sistema de cabeamento estruturado da empresa, que inclui inicialmente uma checagem geral de cada um dos componentes que integram o sistema.

Se sua empresa ainda não possui uma equipe de TI para iniciar estes trabalhos, o mais recomendável é terceirizar estes serviços com uma empresa especializada em manutenção e monitoramento, inclusive, se tornou uma tendência por estar sendo considerada a melhor opção para as empresas de pequeno a médio porte, pelo excelente custo/benefício.

Deseja ter mais informações sobre soluções de TI para sua empresa? Entre em contato conosco e fale com um de nossos especialistas. Será um prazer poder te atender.

Por Alexandre Alves
Equipe de comunicação Inforrede

Você pode gostar

Open chat
SOLICITAR ORÇAMENTO
SOLICITAR ORÇAMENTO