fbpx

Células fotovoltaicas

A energia elétrica do Brasil é uma das mais caras do mundo. Uma forma de reduzir o valor da conta de luz é investir em geração própria. Isto já é possível desde 17 de abril de 2012 com a Resolução Normativa ANEEL 482/2012.

Principais equipamentos do sistema de geração:

  • Célula fotovoltaica: converte energia do sol em energia elétrica;
  • Inversor de frequência: converte a corrente contínua gerada pela célula em corrente alternada;
  • Relógio bidirecional: relógio medidor de energia com capacidade de medir tanto a energia que é consumida quanto aquela que é fornecida para a concessionária. Este equipamento evita a utilização de baterias estacionárias. Evitando um investimento oneroso e muitas vezes inviável.

Como funciona a geração de energia do sol:

O sol ilumina as células fotovoltaicas e estas produzem energia. A energia passa pelo inversor de frequência que trata a energia e repassa ao relógio bidirecional.

O relógio atua conforme as condições:

  • A demanda de energia na instalação do consumidor é zero: nesta condição toda energia gerada é vendida para a concessionária. Ela será registrada no relógio como crédito que o consumidor poderá abater na próxima fatura de energia elétrica (uma espécie de empréstimo de energia);
  • A demanda de energia na instalação é menor do que a capacidade de geração: a energia produzida irá suprir a demanda. O restante será registrado como crédito;
  • A demanda de energia na instalação é maior do que a capacidade de geração: a energia produzida irá suprir parte da demanda. O restante necessário o consumidor utiliza da concessionária;
  • É de noite e não há geração: toda a energia necessária é utilizada da concessionária.

Nestas condições, o custo da conta de luz será a diferença entre a energia consumida obtida da concessionária e a energia injetada na rede da mesma.

O crédito é válido por 36 meses e pode ser utilizado em outro local se a pessoa ou empresa possui outra conta de energia elétrica;

Passos para implantação do sistema:

  1. Uma equipe técnica verifica a demanda de energia que necessita de geração própria;
  2. Um estudo verifica as condições do investimento e seu respectivo payback;
  3. Inicia-se as atividades de:
    1. Enviar o parecer de acesso à concessionária;
    2. Realizar a instalação do sistema;
    3. Solicitar e fazer a vistoria;
    4. Entregar o relatório de vistoria;
    5. Realizar pequenos ajustes técnicos para aprovação;

As fábricas de células fotovoltaicas oferecem até 25 anos de garantia.

Enquanto o custo da energia das concessionárias crescem conforme a inflação anual, a geração própria possui apenas o custo de implantação. O custo da manutenção é desprezível.

Open chat
SOLICITAR ORÇAMENTO
SOLICITAR ORÇAMENTO